Projetor de filme é o nome do dispositivo óptico-mecânico usado para exibir os fotogramas ou imagens digitais dos DVDs, numa tela de projeção. A maioria dos elementos ópticos e mecânicos, com exceção da iluminação e dispositivos de som, está presente nas câmeras cinematográficas. Projetor, na projeciologia, é um encarnado que se projeta para fora do corpo físico. Também conhecido como projecionista, projetor astral, viajante astral, keshara (sânscrito), delog (Tibet), viajante da alma ou viajor extrafísico. Segundo os filósofos transpessoais (psicologia da consciência) e espiritualistas, todos podem deixar seus corpos físicos durante estados alterados de consciência, bastando para isso haver uma diferenciação do grau de lucidez em relação às ondas cerebrais. Neste caso, projetor consciente seria um encarnado que possui um grau de lucidez, controle ou rememoração da experiência acima da média da população. No Brasil, há um grande interesse em pesquisas sobre projeção astral e estados alterados de consciência, com vários institutos constituídos, com destaque para o IPPB - Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas, o Grupo "Voadores", o IIPC - Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, o IVA - Instituto Viagem Astral e o IMPC - Instituto Medeiros de Pesquisas Conscienciais; todos eles com milhares de participantes por todo o país. Um projector de slides é um aparelho óptico-mecânico utilizado para projectar fotos em transparência no formato 35 mm, emolduradas chamadas de slides ou diapositivos em uma tela ou parede. O equipamento utiliza uma fonte de luz que atravessa o slide e um conjunto de lentes (que ampliam sua imagem) para projectar a imagem na tela. Projetor caseiro Para fabricar um projector de slides caseiro, corta-se a tampa da caixa de papelão e pinta-se a caixa nas cores preta por fora e branca por dentro (de preferência). Fazem-se dois buracos, um para encaixar a lente e outro para passar o fio da lâmpada. Logo após esse procedimento, encaixa-se a lâmpada no torniquete e cola-se no meio, um pouco mais para o fundo da caixa. Põe-se papel alumínio nas laterais internas da caixa, pois se não for colocado, a lâmpada reflectirá a sua luz na lente. Faz-se um suporte para pendurar o slide, pois como terá uma tampa, a pessoa não poderá ficar segurando o slide para sua focagem. O suporte do slide pode ser feito com a caixa da lâmpada usando nos procedimentos anteriores. Depois De tudo pronto, encaixa-se o slide no seu suporte, põe-se a tampa e liga-se a lâmpada. Depois de tudo ligado, foca-se a imagem com a lente de acordo com a distância entre o projector e a parede. Em primeiro lugar vamos esclarecer o que significa DIY: Faça você mesmo (Did It Yourself), ou seja aqui daremos dicas de como você poderá criar o seu próprio projetor. O Projetor Diy nada mais é que uma adaptação de peças que outrora usamos para funções distintas e que adaptadas corretamente conseguimos transmitir imagens de LCD´s pequenos de 5” à 17” para telas gigantes com 120” e maiores. Note que este tipo de projeto não é destinado apenas para pessoas com conhecimentos em eletrônica, na verdade qualquer um pode construir seu projetor, basta ter boa vontade e disciplina para ler até entender como funciona. Um projetor de vídeo processa um sinal vídeo e projeta a imagem correspondente em uma tela da projeção usando um sistema de lentes. Todos os tipos de projetores de vídeo utilizam uma luz muito brilhante para projetar a imagem, e os mais modernos podem corrigir inconsistências como curvas, borrões e outras através de ajustes manuais. Projetores de vídeo são usados principalmente para apresentações, conferências, treinamento, e em sistemas de Home theatre. Um sistema de projeção de vídeo pode também ser construído em um gabinete com uma tela para projeção na parte de trás para dar forma a um único dispositivo de exposição unificado. Este sistema é popular em home-theatre's. As definições comuns de exibição para um projetor portátil incluem SVGA (800×600 pixels), XGA (1024×768 pixels), 720p (1280×720 pixels) e 1080p (1920×1080 pixels). O custo de um dispositivo é determinado não somente por sua definição, mas também por sua saída de luz, pela saída acústica do ruído, pelo contraste e pelas outras características. Quando a maioria de projetores modernos fornecerem luz suficiente para uma tela pequena a noite ou sob iluminação artificial controlada tal como dentro um porão sem nenhuma janela, um projetor com uma maior eficiência luminosa (medido em lúmens, abreviado “lm”) é necessário para uma tela de maior ou uma sala com uma quantidade mais elevada de luz ambiental. Uma avaliação dos lúmens de 1000 a 1500 ANSI lumens ou menor, é adequado para pequenas telas com iluminação controlada ou baixa luz ambiente. Entre 1500 e 3000 lm é apropriado para telas de tamanho médio com alguma luz ambiental ou luz enfraquecida. Com 3000 lm é apropriado para telas muito grandes em um quarto grande sem nenhum controle da iluminação artificial (por exemplo, uma sala de reuniões). O tamanho projetado da imagem é importante; porque a quantidade total de luz não muda, o tamanho aumenta e o brilho diminui. Os tamanhos da imagem são medidos tipicamente em termos lineares, diagonalmente, obscurecendo o fato de que imagens maiores requerem muito mais luz (proporcional à área da imagem, não apenas ao comprimento de um lado). Aumentar a medida diagonal da imagem em 25% reduz o brilho da imagem em 35 por cento; um aumento de 41 por cento reduz o brilho pela metade. Projetor CRT Usa tubos de raios de catódicos. Tipicamente envolve tubos nas cores: azul, verde e um vermelho. A manutenção requerida é mínima (ao contrário dos projetores que usam as lâmpadas caras que devem ser substituídas periodicamente). Este é o sistema mais velho e em queda principalmente pelo grande espaço que necessita para instalação. Entretanto, é o sistema que fornece o maior tamanho de tela para um determinado valor investido. No modelo doméstico também abrange três tubos, que, embora volumosos, podem ser movidos. Projetor LCD usa entradas de luz do LCD. Este é o sistema mais simples e barato, Sendo o mais comum para utilização em home-theaters e em projeções de palestras. Seu problema mais comum é o “efeito screen door” ou efeito de pixelização, embora sistemas mais recentes sejam capazes de minimizar este problema. Projetor DLP usa a tecnologia DLP da Texas Instruments. Usando uma, duas ou três entradas de luz micromanufaturadas chamadas dispositivo de microespelho digital (DMDs). As versões de um ou dois DMDs usa uma roda de cor giratória no tempo certo e renova com o espelho para modular a cor. O problema mais comum com variedades de um ou de dois DMDs é que o efeito “arco-íris" é visível, algumas pessoas o percebem ao mover seus olhos. Os sistemas com 3 DMDs nunca têm este problema. Projetores mais recentes com velocidades mais elevadas (2x ou 4x) e as rodas de cor de outra forma otimizadas, minimizaram este artefato. Projetor LCOS usa cristal líquido em silício. D-ILA da JVC-Direct conduz a luz amplificada da imagem baseada na tecnologia LCOS. LED usa um dispositivo de Díodo Emissor de Luz como fonte de luz, sem a necessidade de substituição de lâmpadas. A tecnologia dominante atual para projetores digitais portáteis caros é tecnologia DLP da Texas Instruments, com os projetores de LCD que dominam o segmento de mercado menos caro. Isto é devido principalmente à alta qualidade dos sistemas usando 3 rodas de cor separadas, que aumenta extremamente o custo. Os sistemas DLP atualmente não podem ser produzidos barato o bastante para competir extensamente no mercado do orçamento. Os dispositivos High-intensity do CRT são apropriados somente para instalações fixas. Maiores fabricantes 3M Barco BenQ Christie Digital Projection International Epson Hewlett-Packard Hitachi InFocus Lenovo Matsushita (Panasonic) Mitsubishi NEC Optoma Sharp Sony Texas Instruments (fornecedor da tecnologia DLP) Toshiba Viewsonic Um monitor de cristal líquido (em inglês liquid crystal display; LCD) é um monitor muito leve e fino, sem partes móveis. Consiste de um líquido polarizador da luz, eletricamente controlado, que se encontra comprimido dentro de celas entre duas lâminas transparentes polarizadoras. Os eixos polarizadores das duas lâminas estão alinhados perpendicularmente entre si. Cada cela é provida de contatos eléctricos que permitem que um campo elétrico possa ser aplicado ao líquido no interior. A tecnologia LCD já é utilizada há algum tempo. Como exemplo, podemos citar consoles portáteis que começaram no Gameboy (Nintendo), relógios digitais, calculadoras, mp4, DVDs portáteis, câmeras digitais e celulares. Vantagens 1. Os monitores do tipo LCD possuem uma tela que é realmente plana, eliminando as distorções de imagem dos monitores do tipo tubo de raios catódicos, ou CRT (que têm suas telas curvas); 2. Cansam menos a vista; 3. Consomem menos energia; 4. Emitem pouquíssima radiação nociva (alguns modelos já não emitem radiação nociva alguma); 5. Contraste muito superior aos do tipo CRT; 6. Modelos recentes têm correções de distorções, deixando as imagens em estado harmônico e mais real, mesmo em movimento. Desvantagens 1. Têm o ângulo limitado a uma visão perpendicular (90º), sofrendo com o problema do black light e white light, embora isso aconteça apenas em modelos mais antigos. Atualmente, a maioria dos monitores de LCD chegam a 178º de visão. 2. A persistência do estado lógico dos pixels LCD pode levar a efeitos de "arrasto" na exibição de imagens com movimento. 3. A resolução não é constante, com perdas de 50% em imagens em movimento. Não tem boa definição com fontes SDTV: TV aberta e cabo analogica, DVD, SKY SD (480i). Videoconferência é uma discussão que permite o contacto visual e sonoro entre pessoas que estão em lugares diferentes, dando a sensação de que os interlocutores encontram-se no mesmo local. Permite não só a comunicação entre um grupo, mas também a comunicação pessoa-a-pessoa. Arquitetura Essa comunicação é feita em tempo real e existem vários sistemas interpessoais de videoconferência que possibilitam isso. Além da transmissão simultânea de áudio e vídeo, esses sistemas oferecem ainda recursos de cooperação entre os usuários, compartilhando informações e materiais de trabalho. Em geral os equipamentos de videoconferência (terminais ou CODECs) disponíveis no mercado possuem capacidade de estabelecer uma comunicação ponto a ponto, e para que vários pontos se conectem simultaneamente é preciso utilizar um equipamento denominado MCU (Multi Control Unit). O funcionamento da MCU assim como de outros componentes necessários a videoconferência são especificados pelo padrão H.323. Um ambiente comum de videoconferência é composto de uma sala dotada de uma câmera especial e alguma facilidade tecnológica para a apresentação de documentos. Atualmente, com o avanço dos processadores (cada vez mais rápidos) e a compressão de dados, surgiu um novo tipo de videoconferência, a conferência desktop. Nela não é necessário salas especiais e muito menos equipamentos ultra modernos: a interação é feita por uma webcam e um microfone simples. A compressão/descompressão e todo o resto são efetuados por software que deve estar instalado em uma máquina padrão [1]. Vantagens O uso da videoconferência apresenta uma série de vantagens [2]: Economia de tempo, evitando o deslocamento físico para um local especial; Economia de recursos, com a redução dos gastos com viagens; Mais um recurso de pesquisa, já que a reunião pode ser gravada e disponibilizada posteriormente. Além destes aspectos, os softwares que apoiam a realização da videoconferência, em sua maioria, permitem também, através da utilização de ferramentas de compartilhamento de documentos: Visualização e alteração pelos integrantes do diálogo em tempo real; Compartilhamento de aplicações; Compartilhamento de informações (transferência de arquivos). Referências Windows Live Messenger SAPO Messenger Netcabo Messenger Um projetor de vídeo processa um sinal vídeo e projeta a imagem correspondente em uma tela da projeção usando um sistema de lentes. Todos os tipos de projetores de vídeo utilizam uma luz muito brilhante para projetar a imagem, e os mais modernos podem corrigir inconsistências como curvas, borrões e outras através de ajustes manuais. Projetores de vídeo são usados principalmente para apresentações, conferências, treinamento, e em sistemas de Home theatre. Um sistema de projeção de vídeo pode também ser construído em um gabinete com uma tela para projeção na parte de trás para dar forma a um único dispositivo de exposição unificado. Este sistema é popular em home-theatre's. As definições comuns de exibição para um projetor portátil incluem SVGA (800×600 pixels), XGA (1024×768 pixels), 720p (1280×720 pixels) e 1080p (1920×1080 pixels).O custo de um dispositivo é determinado não somente por sua definição, mas também por sua saída de luz, pela saída acústica do ruído, pelo contraste e pelas outras características. Quando a maioria de projetores modernos fornecerem luz suficiente para uma tela pequena a noite ou sob iluminação artificial controlada tal como dentro um porão sem nenhuma janela, um projetor com uma maior eficiência luminosa (medido em lúmens, abreviado “lm”) é necessário para uma tela de maior ou uma sala com uma quantidade mais elevada de luz ambiental. Uma avaliação dos lúmens de 1000 a 1500 ANSI lumens ou menor, é adequado para pequenas telas com iluminação controlada ou baixa luz ambiente. Entre 1500 e 3000 lm é apropriado para telas de tamanho médio com alguma luz ambiental ou luz enfraquecida. Com 3000 lm é apropriado para telas muito grandes em um quarto grande sem nenhum controle da iluminação artificial (por exemplo, uma sala de reuniões). O tamanho projetado da imagem é importante; porque a quantidade total de luz não muda, o tamanho aumenta e o brilho diminui. Os tamanhos da imagem são medidos tipicamente em termos lineares, diagonalmente, obscurecendo o fato de que imagens maiores requerem muito mais luz (proporcional à área da imagem, não apenas ao comprimento de um lado). Aumentar a medida diagonal da imagem em 25% reduz o brilho da imagem em 35 por cento; um aumento de 41 por cento reduz o brilho pela metade. Tecnologias da projeção Projetor CRT Usa tubos de raios de catódicos. Tipicamente envolve tubos nas cores: azul, verde e um vermelho. A manutenção requerida é mínima (ao contrário dos projetores que usam as lâmpadas caras que devem ser substituídas periodicamente). Este é o sistema mais velho e em queda principalmente pelo grande espaço que necessita para instalação. Entretanto, é o sistema que fornece o maior tamanho de tela para um determinado valor investido. No modelo doméstico também abrange três tubos, que, embora volumosos, podem ser movidos. Projetor LCD usa entradas de luz do LCD. Este é o sistema mais simples e barato, Sendo o mais comum para utilização em home-theaters e em projeções de palestras. Seu problema mais comum é o “efeito screen door” ou efeito de pixelização, embora sistemas mais recentes sejam capazes de minimizar este problema. Projetor DLP usa a tecnologia DLP da Texas Instruments. Usando uma, duas ou três entradas de luz micromanufaturadas chamadas dispositivo de microespelho digital (DMDs). As versões de um ou dois DMDs usa uma roda de cor giratória no tempo certo e renova com o espelho para modular a cor. O problema mais comum com variedades de um ou de dois DMDs é que o efeito “arco-íris" é visível, algumas pessoas o percebem ao mover seus olhos. Os sistemas com 3 DMDs nunca têm este problema. Projetores mais recentes com velocidades mais elevadas (2x ou 4x) e as rodas de cor de outra forma otimizadas, minimizaram este artefato. Projetor LCOS usa cristal líquido em silício. D-ILA da JVC-Direct conduz a luz amplificada da imagem baseada na tecnologia LCOS. LED usa um dispositivo de Díodo Emissor de Luz como fonte de luz, sem a necessidade de substituição de lâmpadas. A tecnologia dominante atual para projetores digitais portáteis caros é tecnologia DLP da Texas Instruments, com os projetores de LCD que dominam o segmento de mercado menos caro. Isto é devido principalmente à alta qualidade dos sistemas usando 3 rodas de cor separadas, que aumenta extremamente o custo. Os sistemas DLP atualmente não podem ser produzidos barato o bastante para competir extensamente no mercado do orçamento. Os dispositivos High-intensity do CRT são apropriados somente para instalações fixas. Sonorização é o reforço de som para que um dado evento dependente da produção de som (como uma palestra ou uma apresentação musical) possa ser assistido por uma massa de espectadores que, pelo tamanho ou quantidade de pessoas, não conseguiria ouvir o evento. A palavra aplica-se também ao cinema, à televisão e à rádio. Playback (palavra inglesa) utilizada para descrever o processo de sonorização que utiliza gravação prévia de trilha sonora (diálogo, música, acompanhamento entre outros) para um uso posteriormente em um show ou apresentação. De forma coloquial, é a sonorização de uma música sem a presença da voz do cantor(a). Porém muito utilizada em shows e eventos! Iluminação é um fenômeno físico resultante da exposição de uma fonte de luz num ambiente que pode absorver ou refletir a luz tornando-se visível. Um sistema de controle de iluminação consiste em um equipamento, tipicamente constituído de um processador embutido ou computador industrial, que controla luzes elétricas em construções ou residências. Sistemas de controle de iluminação usualmente incluem um ou mais painéis de controle (keypads) ou interfaces de toque (touchscreen). Estas interfaces permitem ao usuário ligar e desligar as luzes bem como dimerizar e programar diferentes níveis (cenas de iluminação). A maior vantagem de um sistema de controle de iluminação em relação a um sistema elétrico convencional é a habilidade de controlar qualquer luz de qualquer interface. Por exemplo, um painel touchscreen pode permitir ao usuário controlar qualquer luz do projeto, não apenas a sala em que se encontra. Na realidade, qualquer luz pode ser controlada de qualquer localização. Adicionalmente, sistemas de controle de iluminação providenciam a habilidade de automaticamente iniciar eventos paseados em programações tais como: Tempo real (hora do dia) Tempo astronômico (nascer do sol/pôr do sol) Presença em um ambiente Eventos Condições do alarme Lógica condicional Tempo real é a hora do dia, ou após um certo horário. Tempo astrônomico inclui nascer do sol, pôr do sol, um dia ou dias específicos em um mês ou ano. Presença em um ambiente pode ser determinada por sensores de movimento. Eventos podem incluir feriados ou aniversários. Condições de alarme podem incluir portas abertas ou movimentos detectados em uma área de segurança. E lógica condicional pode juntar todos os elementos acima utilizando de condições tais como: se, daí, senão (if, then, else). Muitas companhias oferecem controle de iluminação. As maiores competidoras da indústria incluem Lutron, Clipsal, Smarthome, Crestron, Dynalite, iLight, Vantage Controls, Intellibus, Control4 e Leviton. Algumas destas empresas estão presentes no mercado brasileiro. Instalação audiovisuais Instalação projetores Instalação Datashow Instalação plasmas Instalação Home Theater Instalação de som instalação de áudio Videoconferência Audioconferência Tela de projeção Tripé Tradução simultânea Votação eletrônica Teleprompter Projetor de slides Retroprojetor Assistência técnica projetores Computador Microcomputador Caixa acústica Microfone Amplificador Receiver LCD Plasma DVD Cabos Seletor de imagem Distribuidor de imagem Conversor de imagem Painel de conexão Suporte de teto Projetor Multimídia Datashow Em: Home Home Cartão Em: Locação e Vendas Sonorização Iluminação Projetores Multimídia TV de Plasma Notebooks e Microcomputadores Projetores de Slides Telas de projeção e Tripés Video e audioconferência Projetores de Cinema Câmeras fotográficas digitais e filmadoras Em: Serviços Assistência Técnica Projetos e instalações corporativas Tradução Simultânea Votação Eletrônica Teleprompter Projetos e instalações Home Theater Em: Informações Novidades Promoções Nossa filosofia Nossos clientes Eventos realizados News letter

Aqui você encontrará tudo para Instalação audiovisuais Instalação projetores Instalação Datashow Instalação plasmas Instalação Home Theater Instalação de som instalação de áudio Videoconferência Audioconferência Tela de projeção Tripé Tradução simultânea Votação eletrônica Teleprompter Projetor de slides Retroprojetor Assistência técnica projetores Computador Microcomputador Caixa acústica Microfone Amplificador Receiver LCD Plasma DVD Cabos Seletor de imagem Distribuidor de imagem Conversor de imagem Painel de conexão Suporte de teto Projetor Multimídia Datashow

Projetor multimidia Datashow Videoconferência Audiconferência Sonorização e Iluminação para eventos Projetor de slides Telas de projeção Monitores de Plasma Notebookscriar, desenvolver, hospedar, criação, site, portal, loja virtual, sites, portais, lojas virtuais mapa do sitemapa do site Entre em contatoEntre em contato
A MATRIX EQUIPAMENTOS AUDIOVISUAIS
Carregando Site Inteligente...